quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Se é pra falar de ... Especial

 Minha irmã, Ana Gabriela, pediu que eu publicasse uma paródia do texto  José de C. Drummond de Andrade. Então como sou uma pessoa de bom coração e apreciei a paródia que ela fez, estou aqui pra isto. Ela escolheu este trecho:


 (...)
E agora, Morte?
Sua amarga vinda
Sua frieza de ação
Sua fome de vida
Sua experiência
Sua arma de escolha
Sua capa de medo
Sua inevitalidade
pra mim,  - e agora?
 (...)
Ana  Gabriela de Paula

Pra vocês deixo um beijo e digo que estou num momento tenso, fui :*

2 comentários:

  1. Passei aqui lendo. Vim lhe desejar um Tempo Agradável, Harmonioso e com Sabedoria. Nenhuma pessoa indicou-me ou chamou-me aqui. Gostei do que vi e li. Por isso, estou lhe convidando a visitar o meu blog. Muito Simplório por sinal. Mas, dinâmico e autêntico. E se possivel, seguirmos juntos por eles. Estarei lá, muito grato esperando por você. Se tiveres tuiter, e desejar, é só deixar que agente segue.
    Um abraço e fique com DEUS.

    http://josemariacostaescreveu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. quero que venha logo morte, doce, fria, relaxante como uma noite de sono bem dormida, porem uma noite de sono que dura pra sempre, e agora que sofro, e agora que choro, e agora que morro e agora?

    ResponderExcluir

E agora?!
Qual a sua falada por aqui?!
:*